top of page

A incrível sensação de que se pode voar!



Eu sempre pensei: “-Se eu fosse um animal, gostaria de ser um pássaro, não um dos passarinhos em gaiolas que eu via na casa de familiares e amigos, apesar de bonitinhos e bem cuidados, eu queria ser um pássaro solto, livre para voar para onde eu quisesse”.

Numa recente viagem com amigas queridas, eu e minha amiga com quem dividiria o quarto chegamos ao nosso quarto de um hotel temático muito descolado e divertido (assunto para outro texto), e não é que no banheiro eu encontro essas asas de anjo da foto!


Huh, no banheiro, sugestivo, não?!


Eu não pensei duas vezes e imediatamente peguei as asas e as vesti, e comecei a sentir aquela sensação gostosa de diversão, liberdade, alegria, soltura e até mesmo um momento de leveza - a breve sensação de que eu poderia sair voando!


Os meus pés e o meu corpo todo pareciam levitar, o meu sorriso e as risadas mais do que contagiantes dessa amiga contribuíram ainda mais para que eu experimentasse aquele momento descontraído, mas cheio de poder e, sem dúvida, marcante.


Parece simples, pois é mesmo, um momento lúdico que elevou mais ainda minha vibração e o entusiasmo de viajar, e com amigas! (assunto também para outro texto)

Ter asas me dá a sensação de liberdade! Bom, eu, por exemplo, sempre gostei do termo freelancers, free (livre) que traz a ideia de liberdade, eu me lembro bem jovem quando comecei a trabalhar numa agência de publicidade com gente antenada e talentosa, e lá conheci muitos freelancers, eu achava o máximo, independente do que eles faziam, só a palavra free já me encantava - eles podiam ir e vir sem serem aprisionados no conhecido período integral de trabalho.

Vale lembrar que não podemos sair do eixo com o excesso de liberdade, mas deixemos esse assunto para outro momento. Neste texto eu só queria enfatizar a sensação gostosa de poder voar, de ter asas e levantar voo quando quiser.

E eu já voei, não com as minhas próprias asas físicas, mas com asas mentais e minhas escolhas! Voei e vivo longe do meu ninho, mas também já passei por fases de ansiedade ao entrar num voo - em outras palavras, medo de voar. (assunto para outro texto também)

Quando eu vejo os pássaros saindo do estado de Nova York e voando livremente em bando para o Sul, eu os admiro, lá vão eles e sua comunidade para o calor, ou seja, eles tem a escolha de ir e vir! O poder das asas é invejável, sejam elas asas de anjo, pássaros ou borboletas.

Um outro momento marcante na minha vida no assunto asas, foi quando eu me vi assim bem sobrecarregada com filhas pequenas, e numa cidade frenética como New York City, e uma amiga que não tem filhos me disse:


“- Deus da asas para quem sabe voar”!


E eu pensei: “- Mas 3 filhas, o que isso tem a ver com as asas”? Eu fiquei refletindo e entendi, que as asas eram apenas sinônimos de força, de garra, de energia e que eu daria conta do recado e passaria a força das minhas asas para as minhas filhas poderem voar sozinhas um dia.


Durante muitos anos, mãe coruja e firme que sou, usei, e ainda uso as asas de gavião rsrsrs para cuidar, amparar e quando necessário proteger as minhas filhas. A mãe, abre as asas, e coloca sua ninhada debaixo delas - e ao mesmo tempo, passa o seu vigor para toda a cria!

Bom, não sei como fui chegando a esses outros assuntos e significados, a minha intenção era apenas passar para os leitores deste texto esse sentimento único e prazeroso que eu senti ao vestir minhas asas durante a viagem e saber que eu posso e consigo viver e sonhar, e voar, nem que seja na minha cabeça para ir buscando e desbravando novos caminhos divertidos e interessantes para mim, enquanto vou nutrindo a minha alma!

A diversão nos alimenta e nos faz viver mais alegremente!


Portanto, eu sugiro que todos tenham em casa um par de asas, e mesmo que não possamos viajar, que a gente vista as asas em casa e sinta a momentânea leveza do ser, e de poder voar em nossa imaginação.

Essas asas de anjo representam pureza, proteção e força, e eu tive o gostinho da fantasia do poder delas!

Eu não tenho asas, mas enquanto eu dirigia sozinha (outra sensação de liberdade para mim) um dia desses ouvindo a música Unstoppable da cantora australiana Sia, eu cantava o refrão repetidamente me imaginando com as asas da foto!


Ah, eu não tenho um Porsche (apenas um sonho de consumo) e não dirijo em alta velocidade, mas a sensação era a de estar viva, e o sentimento de que se pode conquistar o que se quer na vida quando usamos nossas asas, mesmo que imaginárias!


“I'm unstoppable

I'm a Porsche with no brakes

I'm invincible

Yeah, I win every single game

I'm so powerful

I don't need batteries to play

I'm so confident

I'm unstoppable today

Unstoppable today [3x]

I'm unstoppable today”

Sia


* link para a música AQUI!

Até a próxima!


Rose Sperling

bottom of page