Aniversário



Ontem foi meu aniversário.


Lá atrás, no início da pandemia, eu não imaginava que no final de novembro ainda estaríamos meio confinados.


Aqui em Portugal, estamos tendo restrições nos finais de semana então, passei o dia em casa, com minha família. Pedimos comida, meu marido encomendou um bolo, teve parabéns!

Foi um dia muito bom, me senti muito feliz e acho que estar confinada não foi ruim, de maneira alguma.


Não poder comemorar com amigos, fazer uma festinha, ou até mesmo um jantar, me fez poder receber as mensagens todas, áudios e telefonemas com mais tranquilidade.


Quantas vezes, em aniversários passados, eu mal escutava o que a pessoa estava dizendo, distraída no meio de um jantar barulhento, ou via as mensagens nas redes sociais e ia dando "likes" quase que automáticos.


Ficava ansiosa quando o telefone tocava, quase nem queria que as pessoas se lembrassem de mim!


Dessa vez foi muito diferente. Respondi a todas as mensagens, nem que tenha sido com um "obrigada". E algumas eu respondi com mensagens longas!


Prestei atenção nas palavras, senti de verdade o carinho das pessoas, pude me emocionar de verdade.


Acho que fazia muito tempo que não me sentia tão "acarinhada"!


Não ter a quase obrigação de comemorar pode ser libertador. Tive o dia todo pra me dedicar ao meu dia!


Mas não passei o dia de pijama, me vesti como se fosse sair, com direito a maquiagem.


Coloquei a mesa com as melhores taças. E teve vinho especial, música que eu gosto,...


Espero que no ano que vem a vida tenha voltado ao normal mas esse aniversário foi único, inesquecível.


Imagino que outras pessoas tenham tido a mesma sensação e se identifiquem comigo.


Quem quiser me contar, pode escrever para tekabahia2012@gmail.com


Maria Tereza De Iullis






*Clique aqui e leia mais "FORA da CASINHA" com Maria Tereza De Iullis