top of page

O jogo de ping pong!



Tenho uma forte ligação com o jogo de ping pong, hoje em dia mais conhecido como o esporte olímpico, tênis de mesa!


Mas eu gosto mesmo é da bolinha pra lá e pra cá fazendo o barulhinho ping, pong!


Cresci vendo meu pai e meu irmão jogando ping pong, os dois jogavam muito bem! O meu pai jogava desde muito jovem e passou o gosto pelo jogo pro meu irmão. Eram impressionantes as fortes raquetadas e o outro conseguia alcançar a bolinha.


Eu ficava até com medo de assistir ao lado deles, mas curiosa ficava ali e, no fundo, eu queria mesmo era jogar. Mas, sei lá, não era muito uma atividade de lazer pra meninas, e eu sempre fui meio medrosa com bola, e com certeza, meu irmão não me queria muito por perto dele não! Eu já vivia grudada nele, visto que temos apenas 18 meses de diferença. Ele, mais velho, menino, descobrindo tudo primeiro e eu colava nele quando dava.


Quando pequena, íamos ao clube da empresa onde meu pai trabalhava, e sempre tinham campeonatos informais de ping pong.


Foi lá que que descobri como os chineses são bons neste jogo. Depois de um tempo, passamos a ser sócios de um outro clube, e lá estavam as mesas de ping pong entre outros jogos. Sempre estavam cheias, mas eu não tenho memória de mulheres jogando e sim, meninos e homens, os pais ou os tios e amigos!


Eu, não me lembro de participar de um só jogo de ping pong, mas tenho lembranças gostosas de assistir a muito jogos, e de ter um paquera que jogava e de longe eu o avistava e ficava atrás de um pilar pra admirar o jogo, ou melhor, admirar o menino.


Eu, com 13 e ele com 17. Olha só, uma lembrança que não me vinha à mente há muitos anos, e com ela veio um sorriso e até aquele friozinho na barriga! Muito gostoso isso!

Passados muitos e muitos anos, venho morar nos EUA, e onde se vai tem uma mesa de ping pong entre outros jogos. Minhas filhas começam a jogar nas atividades extras, após o horário escolar ou na casa de amigos, e então eu me ligo de novo no ping pong.


Há uns 10 anos, eu falei: - Quero uma mesa de ping pong! Resposta: Ah, não tem espaço. E eu resolvo: Vamos comprar uma mesa dobrável! E foi assim, que a mesa passou a fazer parte da decoração da sala na nossa casa de fim de semana. E eu, como um toque de mágica, vi que sabia jogar, pelo menos, acertar na bolinha! Seguro a raquete de forma diferente de como minhas filhas e marido, e outros seguram, e percebi que trata-se de uma diferença cultural, entre tantas outras!

Ter a mesa de ping pong (sou corrigida direto em casa, table tennis) me trouxe uma satisfação inexplicável, aliás, só estou explicando aqui pela primeira vez, e refletindo no quanto é bom retomar algo que já se fez na vida ou passar a fazer algo que sempre quis fazer.

A gente usa a mesa e joga com frequência, já faz parte do existir naquela casa. Mas pra mim, ela vai além do jogo que me ajuda a movimentar, ter um foco, estar com pessoas - ela me remete a um sentimento gostoso e familiar!

E, para minha alegria, moro em frente a um parque onde tem pessoas praticando vários esportes, e sempre vejo alguém jogando ping pong, aí eu paro, penso no meu meu pai que jogava até recentemente e participava de campeonatos amistosos, e no meu irmão, é claro!


Eu fotografo, eu revivo!


Até a próxima!

Rose Sperling


Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page