top of page

O que temos para hoje?



Olhando pela janela de casa e pensando o que esse dia me trará?


Aqui um relato sobre algumas horas do meu dia em casa com as 3 filhas de 21, 19 e 15 anos.


Acordei cedo, quer dizer, madruguei porque 6h é madrugar! Fiz meu café, e resolvi não pegar o celular, afinal preciso perder esse costume. Como passamos o fim de semana fora, resolvi ler o jornal de sábado e domingo. Aliás, adoro ler The New York Times impresso! Nem sei por onde começar, tudo me interessa, até artigo sobre quem morreu eu leio. Li sobre a morte de uma mulher de 112 anos. Demais, não?


E o encarte pra crianças, está demais, fascinante mesmo! Guardei as páginas com as palavras cruzadas, uma pra cada dia do mês de agosto, e penso que criança vai fazer isso? Vou é treinar o meu vocabulário e manter o cérebro funcionando!


Levo a cachorra pra fazer xixi, vejo o que se passa no meu quarteirão, tiro umas fotos e resolvo ir malhar. Percebo que estou agitada hoje!


Resolvi descer pra academia do prédio, a filha mais nova, já toda estilosa no modo malhar, desce comigo! Fiquei sabendo por meio delas que tem uma tendência no Tik Tok (leia-se todo mundo fazendo), o 12 x 30 x 3, ou seja, andar na esteira na inclinação 12, durante 30 minutos na velocidade 3!


Fiz um ajuste, andei na inclinação 3, e esta ótimo! Como perco a paciência e o foco muito rápido quando estou em qualquer tipo de aula, academia, resolvo assistir a um episódio de uma série. Eu ando sem nem perceber, mas aí me toco que estou prestando atenção nas falas da série, nas músicas bem estimulantes e nas cenas que se passam em NYC, ah, adoro! Por fim, já estava eu correndo na esteira quando acabou o episódio.


Eu já então pronta pra sair da esteira, mas aí resolvi ter um meta, pelo menos um certo número de calorias perdidas. Ufa! Achei um foco na academia, que não fosse a série. E claro, que a filha, andou, correu, malhou e foi embora. Nisso, desce outra filha, e lá vai ela pro seu 12 x 30 x 3. E eu dou risada, é muita mulher pra mim, muita energia, mas está bom! Eu resolvo subir depois de uma série rápida de movimentos para os ombros, e ainda são 10h30 da manhã ! Eu já inquieta, pensando o que vou fazer o dia todo? Afinal, eu não tenho um trabalho período integral, e no mesmo instante eu me lembro que tenho um trabalho sem parada, 24 x7, há mais de 21 anos. Sou mãe, e essas 3 estão em casa hoje, férias de verão em NYC!


Eu olho pra um lado e pro outro, e uma das filhas ainda dorme! Hoje não não vai trabalhar no seu emprego de verão. Eu fico inquieta, 19 anos e na cama ainda? Levanta!!! Ela chega na cozinha depois de 40 minutos, e diz: já cozinhou, mamãezinha! Eu vou fazer ovos pra mim. E eu digo: Eu já estou acordada há mais de 5 horas!


Resolvo voltar pro meu jornal! E pego um artigo sobre multitarefas, ou melhor, sobre desacostumar-se de realizar multitarefas, já que não se pode fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo e estar presente. E sabe que concordo, mas lembrei da esteira e da série no celular ao mesmo tempo!


Bom, eu me vejo com 3 mulheres em casa, olho pra mais velha e pergunto:


- Quais os planos mesmo?


Ela: - Mãe, tô comendo!


Em minutos me vejo no website da faculdade dela já pesquisando sobre oportunidades interessantes pra janeiro, época do recesso de inverno, e ela estará no último ano, e acrescento: Você nunca mais estará no College! São tantas as oportunidades!


A outra, dá uma paradinha no seu café da manhã, e me avisa que tem dentista, e que semana que vem ainda vão precisar que ela trabalhe lá na academia.


Ela dá aula de ginástica artística no programa de verão pra crianças. E eu, toda feliz, digo um que legal. E, acrescento: - Ah, ainda estou vendo de irmos pro Brasil.


Ela só responde um okay!


A mais velha, se arruma e sai porque marcou almoço com o amigo.


A mais nova, que acaba de chegar de uma viagem de 2 semanas, está desarrumando malas, já colocando roupas pra lavar, e toda programada pro dia, aparece na sala e diz:


- Vou fazer as unhas, e depois passar no mercado e na loja pra ver minha amiga que trabalha lá e ver um top pra jogar tênis.


Ela me avisa que a pré temporada dos esportes na escola começa dia 21.


A filha do meio senta pra tomar café da manhã, enquanto eu faço meu prato pra almoçar.

Ligo a TV pra eu me focar um pouco, estranho, né? Mas eu sou assim, paro e concentro quando estou assistindo algo que me prende a atenção. Escolho um documentário sobre um jogador de basquete que está na minha lista há um tempinho.


Em minutos, me vejo sozinha, e são 2h da tarde


Hoje já andei cachorra, já li, já cozinhei, já malhei, já dei um jeito nas minhas próprias unhas, fiz um tratamento nos cabelos, assisti parte de um documentário e ainda são 3 da tarde!


Bom, parece uma casa desorganizada, mas não é não! Rindo aqui, eu gosto de dar liberdade, dar tempo pra elas, ver como vai ser o dia delas, mas a minha energia e experiência de vida falam mais alto, e gosto de saber o que se passa e orientá-las também.


E, ao mesmo tempo eu me lembro que a vida é delas, que já são grandinhas, e que agora sou mãe de 2 jovens adultas e de 1 adolescente, as 3 com anseios próprios.


A gente já fez uma viagem de família, a mais velha ficou 4 semanas estudando em outro país sozinha, a mais nova acaba de chegar de uma viagem de assistência social em outro país, a do meio vem trabalhando o verão todo, e eu ainda receio que elas fiquem sem rumo.


Vou adiantando, ser mãe é mudar constantemente, é aprender a ser mãe conforme as fases!


Bom, são 3h25 e as 3 voltam, uma a uma! Uma com as unhas feitas, uma feliz por ter visto o amigo do ensino médio que não via há 3 anos, e a amizade continua a mesma, e a outra com a boca inchada voltando do dentista. Uma reuniãozinha rápida na sala, e cada uma continua os seus afazeres do dia.


Na minha agenda tinha a ida à loja pop-up de marcas brasileiras no Soho, e saio então com uma das filhas. Gosto de prestigiar as mulheres brasileiras com negócio por aqui, e adoro socializar!


Ah, teve mais, muito mais nesse dia, mas acho que deu pra ter uma ideia do entra e sai por aqui!


Entra e sai delas e do jeito delas, entra e sai de ideias na minha cabeça também!


Vou vivendo, revivendo e aprendendo com elas!


Rose Sperling

bottom of page