Sobre voltar a escrever, pets etc




Decidir voltar com um projeto e ganhar logo de cara uma pandemia não está sendo muito fácil rsrsrsrsr


Tantos anos com o EU NÃO ANOTO NADA na cabeça me cutucando pra voltar... aí volto e meio que tenho que parar. Parar não, pausar (de novo)...


Pois é... mas ele não sai da minha cabeça mesmo e por isso, mesmo com essas pausas forçadas no caminho eu vou seguir em frente!


Os motivos que me levam a tocar esse projeto são muito maiores do que os que me fazem ter que pausar.


Ainda temos muita história pra contar... muitas conversar para ter... Enfim, viemos para ficar por um bom tempo! Isso me faz feliz!


Estamos todos passando por um período extremamente difícil. Medo, incerteza, insegurança, exaustão mental... tanta coisa que é difícil enumerar. Foi um 2020 que queremos eliminar da memória e começou um 2021 sem grandes mudanças em nosso dia a dia.


Eu fiz e tenho feito, o que posso para que os dias não sejam todos iguais, para que minha família tenha a sensação de estar vivendo e não apelas sobrevivendo. Estamos bastante limitados no quesito viver com as limitações necessárias para proteger nossa saúde... mas é o que temos.


Passei por várias fases por aqui... a de plantar... plantamos de tudo... flor, árvore, tempero... Veio a fase do peixe e da calopsita... Novidades que nos mantém ocupados, nos sentimos necessários e fazemos diferença na vida desses bichinhos.


Lembro que eu já tinha 3 cachorros e que moro em apartamento.


3 cachorros, 1 calopsita e 1 peixe (filhos são 3 - só pra lembrar)....horta, plantinha que precisa de muita água, plantinha que precisa de pouca água... tem as que precisam de sol... as que são de sombra... A calopsita precisa de 12 horas no escuro... o peixe precisa comer 3 vezes ao dia... segue o barco. Meus cachorros deram uma pirada... eu dei uma pirada...


Tiveram dias que a calopsita ficou mais que 12 horas no escuro, dias que o peixe correu o risco de comer sementes.... e dias que meus cachorros quase subiram no poleiro.


Houveram momentos tensos pra garantir que a calopsita não viraria aperitivo, dias que o peixe não jantou, dias que os cachorros se esbaldaram nas sementes... Ah! Alguns lapsos de raciocínio... tipo trocar a água, ração e vitamina da calopsita e não repor o poleiro retirado para lavar que era o apoio dela para comer e beber água... mas tava dando tudo certo.


E a infindável pandemia com seu isolamento em regime semi aberto se mantinha. Logo tudo entrou nos eixos e virou rotina (uma rotina nada convencional mas era uma rotina).


Éramos nós 5, Lara, Zeus, Ozzy, Lua e Tutti Bob Safira Fish III... foi quando ganhamos 2 cachorrinhas filhotes! Cacau e Twix!


Hoje, somos muitos por aqui rsrsrsr ... e continuo morando em apartamento! Hoje com ares de sítio talvez.


Não sei o que será de mim! Acordo de vez às 5:30 da manhã... de vez porque muitas noites tenho que levantar por volta de 1:30 e depois 3:30. Vou dormir tem dias que 22:30... dias que 12:30... dias que 19:30 apago.


Tenho calos nas mãos causados pelo rodo... minha pesquisa atual de compra pela internet é esguicho para apartamento, minha última aquisição fashion foi uma galocha, minha busca incansável é como cansar duas cachorrinhas animadas que ainda não podem passear na rua por não terem completado as vacinas (falta mais ou menos 1 mês!!! yayyyy).


Ouço gargalhadas altas pela casa durante o dia... ouço pedidos de socorro também: - Mãe! Elas comeram o forro de baixo da minha cama!, - Mãe! Elas bateram o rabo no porta retrato e quebrou!, - Mãe! Tem coco no meu quarto!, - Mãe! Tem coco na boca delas!, - Mãe! Elas picaram o papel higiênico!


- Ahahahahahah Mãe! Elas são muito fofas!


Lara, Zeus e Ozzy não se expressam em palavras mas imagino que se pudessem as reações seriam um pouco diferentes... Lara rosna tanto que já já perde a voz, Zeus tenta uma espécie de jiu jitsu com suas patinhas curtas, para tentar mostrar quem manda... mas é vencido pelo cansaço... já não tem mais todo aquele pique. Ozzy sumiu! Pois é... ele passa o dia trancada no quarto. Tivemos que levar água , comida e tapete higiênico para lá, para que ele possa sobreviver rsrsrsrsrs


Cacau e Twix estão cada dia maiores! Os pelos começaram a cair. Sabe filme de faroeste? Aquelas bolas de feno rolando nas ruas? Aqui são de pelo... quase do mesmo tamanho mas de pelo.


A escova XYZ que me indicaram, diz pra escovar de 1 a 2 vezes na semana por meia hora. Tenho escovado meia hora por dia, todos os dias e cada vez tiro um coelho de cada uma. As bolas de feno continuam sem perceber que deveriam ter diminuído.


Tirei a porta do quartinho da lavanderia, onde elas deveriam dormir, porque estavam comendo as folhas da madeira e fiquei com medo de machucar. O quartinho era pra elas dormirem... elegeram como banheiro. Talvez pela longa distância de um ralo.


Comprei uma tal privada de cachorro... virou palco. Lá elas apresentam longas lutas que me remetem aos gladiadores. Vez ou outra, dão saltos como se estivessem em uma cama elástica! Era só para fazerem xixi em cima e o mesmo escorreria diretamente por uma mangueira conectada ao ralo. Uma espécie de esteira/ tapete, impediria de molharem as patas... mas o plástico é tão legal de mastigar...


Olhem só que legal, meu foco era total, único e exclusivo/obcecado na expectativa do fim da pandemia e agora é na vacina delas que permite passeio na rua! O fim da pandemia continua sendo o foco principal é claro, mas passear com elas na rua é uma expectativa, que hoje, é mais palpável.


E assim tenho passado meus últimos meses! Distração 24 hs por dia para todos nós! Nada mais saudável do que conviver com animais! Não acho que todo mundo deva ter tudo isso de bicho em casa, muito menos em apartamento, mas tô conseguindo!


Hoje adquiri mais umas ferramentas para cansá-las! Uma espécie de cruza de colmeia com joão bobo que serve de prato de comida. A ração fica dentro disso e o cachorro precisa ir dando patada, focinhada para que os grãos saiam por um buraquinho. Rezando aqui pra dar certo.


Eu pulei essa parte, mas logo cedo, por volta das 5:00, elas praticam um esporte curioso, não sei se é uma espécie de volley ou futsal... tem a opção de ser algo tipo patinação no gelo, só que no caso, a bola ou a pista de gelo, seria o coco. E o que não for esmagado e esfregado em toda a extensão da lavanderia e o quartinho/ banheiro, é ingerido.


Quando eu chego pra limpar, encontro apenas o esfregado seco no piso, paredes, maquina de lavar, secar, portas, armários e lixeira. Tô querendo um esguicho, mas tenho consciência que uma wap seria mais apropriado adquirir.


Por isso, dormirei rezando para a colmeia-joão-bobo as tenha cansado e entretido ao ponto dos esportes que utilizem coco como base, se tornem desinteressantes.


Meu cansaço acaba me prejudicando no raciocínio e nas ações. Fui jogar um brinquedo desses que pulam pra elas pegarem e, retardadamente, errei o angulo e ele voltou com a mesma força, diretamente na minha cara. Doeu bastante na hora e ainda dói quando eu falo.


Tive que parar o texto ontem à noite porque quase dormi em cima do computador! Nem vou contar minha manhã até agora porque seria outro texto e corro o risco de começarem a ter pena de mim rsrsrsrsrrsrsr


Enfim, estamos vivendo uma experiência e tanto enquanto aguardamos tudo isso passar! Esses bichinhos nos mantém ativos, distraídos e muito ocupados em todos os sentidos! Somos gratos!


Enquanto isso, minha boca ainda dói e agora meu pé também... fechei a porta nele... estava separando as doidinhas para comer porque uma come mais que a outra e acabei fechando no pé.


A boa notícia é que o "cocosport" foi bem menor hoje! Acho que estamos no caminho certo!


E assim vamos seguindo! Tentando fazer do limão, outras coisas além da limonada!


Aberta oficialmente a temporada 2021 do EU NÃO ANOTO NADA!


tati





*clique AQUI para mais textos da Tati Montenegro.

© 2020 - Eu não anoto nada - por Tati Montenegro

  • Facebook ícone social
  • YouTube
  • Instagram
  • Pinterest